Destino...

E como num breve momento, algo que não se explica. A vontade de tudo enfrentar, o calor tomando conta do corpo, o pensamento não vou desistir. Superar o impossível o renascer das cinzas, o procurar as cinzas. E sentir a gloria da vitória tão desejada. Tal espírito está em poucos, poucos tem este sentido. Ou este sentimento dentro de tão forte coração. A batalha as vezes parece nosso lar, mas a paz é o que mais almejamos. De certa forma nunca estamos satisfeitos, e só percebemos isto com o tempo. O que procuramos? Por que nunca paramos de procurar? Somos complexos aos olhos de muitos, mais enxergamos tudo de maneira tão simples, que chega a nos assustar. Somos a própria fortaleza. Ou somos apenas solidão? Incompreendidos, incompreensivos?! Como protegemos o que amamos!!! E como amamos tão forte!!! E uma de nossas forças, e um de nossos pesadelos... Quando odiamos, acredito, não ser verdadeiro, pois de nossa forma sabemos perdoar. Penso sobre isso e vejo que tudo que somos nos faz ser únicos. A você desejo muitos anos de vida, e que o destino de a sentença final, de que se um dia ainda nos encontraremos . E sermos pelo menos amigos.

Postagens mais visitadas deste blog

Sexo ou amor, tudo junto e misturado?!

A parede, o martelo a vida, não e sim...

Tiradentes-Hoje é dia dele- E ele ainda paga pensão...