De seu pai.

O que posso dizer a você?
Nunca fui bom em demonstrar meu carinho e respeito de um pai.
Mas isso nunca significou que eu não a ame.
Não sou bom, igualmente com as palavras.
Mesmo assim tentarei me expressar através delas.

Quando você nasceu, eu não estava preparado para ser pai; Acho que ninguém esta.
A vi tão pequena, frágil, neste mundo insano?!
Eu a defenderia com todas as minhas forças.
Do meu coração.
Meu corpo.
Minha própria vida.
Incondicionalmente.

Fui rígido com você, lhe exigi coisas que você nem entendia.
Você precisava aprender a se defender.
Mesmo me doendo.
Vendo tuas lágrimas caírem.
Neste mundo não exitaram em tirar tuas lágrimas.

Sei que apenas poderei observar.
Você precisara passar por isso.
Mas não se engane.
Eu não a abandonei.
Estarei aqui.

Seja uma muralha.
Uma bela rosa.
Teimosa.
Nunca desista.

Quinze anos e você indo até a madrugada, estudando?!
Sim eu vejo.
Eu observo.
E me orgulho.

Um conselho?
Nunca abaixe a cabeça, apenas em respeito para quem merecer.
E saiba poucos merecem.
Tempestades com certeza viram.
Vence-las? Não há outra opção!

Minha filha.
Sou seu amigo.
Admirador.
O cara que lhe amou desde que você nasceu.
Teu pai.

ASS: Sidney Fernandes da Silva.
Fundador desse blog.
Um pai orgulhoso.


Postagens mais visitadas deste blog

Sexo ou amor, tudo junto e misturado?!

A parede, o martelo a vida, não e sim...

Tiradentes-Hoje é dia dele- E ele ainda paga pensão...