Noite

Noite, em seu grande manto poucos furos mostram a luz.
A luz que vem das estrelas...
Alvo de lindos poemas.

Mas o mistério desse manto, e o segredo dos amantes.
Onde o proibido, sai as ruas.
Ou arde em cima de uma cama.

Culpada de tragédias.
Mas apenas foi testemunha de tais fatos.
Viu o nascimento de muitos.

Selou o primeiro dia de vida.
Poderosa, incompreendida?
Onde covardes se tornam corajosos.

Ou feios se tornam belos.
Onde maridos abraçam tuas esposas.
Pais desejam boa noite ao filhos.

Lágrimas são perdidas.
Abraços encontrados.
Beijos desejados.

Noite, em seu grande manto poucos furos mostram a luz.
A luz que vem das estrelas...
Alvo de lindos poemas.



Postagens mais visitadas deste blog

Sexo ou amor, tudo junto e misturado?!

A parede, o martelo a vida, não e sim...

Tiradentes-Hoje é dia dele- E ele ainda paga pensão...